Quem Somos

A editora Terra Incognita, sediada em Belo Horizonte/MG, foi criada em 2012 com o intuito de traduzir e publicar jogos internacionais para o mercado brasileiro, como também lançar livros nacionais. Fundada por três amigos que jogam RPG a muito tempo, nosso objetivo inicial é trazer para o Brasil algumas das ambientações de sucesso no exterior, como Chamado de Cthulhu.

Mauro Lúcio Campos Amado

Mauro Lúcio Campos Amado

Gerente / Escritor / Tradutor

É formado em história pela PUC/BH. Quando não está trabalhando na UFMG, passa a maior parte do tempo disseminando o caos e anarquia nas mesas de RPG. Sua fama com os dados é legendária e levou à completa destruição vários grupos. Além disso, é um entusiasta de H. P. Lovecraft e Edgar Alan Poe.

Kairam Hamdan

Kairam Hamdan

Diretor de Arte / Escritor / Tradutor

Além de ser dono da maior coleção de RPG já vista em terras tupiniquins, é professor de Filosofia na PUC/BH e está fazendo, na UFMG, seu doutorado em algo que nenhuma mente sã consegue entender exatamente. Coleciona livros, revistas e gibis há mais de trinta anos.

Pedro Ziviani

Pedro Ziviani

Editor / Layout / Tech Wizard / Escritor

Mora atualmente próximo ao polo norte, em um lugar gelado chamado Alftanes, cercado por elfos e trolls. Estudou História na Uni-BH, em Belo Horizonte, e no momento cursa Estudos Folclóricos na Universidade da Islândia. Quando não está trabalhando com a produção do Chamado de Cthulhu, escrevendo para a Chaosium, ou praticando arco e flecha, trabalha para a CCP Games | White Wolf como parte do time de tecno-magos que mantém vivos seus mundos virtuais (EVE Online, Dust 514, Valkyrie). É autor do Mythic Iceland (http://www.chaosium.com/mythic-iceland/), um cenário para o sistema BRP sobre a Islândia na era da Sagas Vikings, publicado pela Chaosium e vencedor do Prêmio Ennie de prata em 2013 por Melhor Cenário (http://www.ennie-awards.com/blog/announcing-the-2013-ennie-awards-winners/) e de outras publicações para as linhas BRP, Call of Cthulhu, Cthulhu Dark Ages, Fiasco, Hillfolk e outras. O seu projeto atual, além de aventuras para Chamado de Cthulhu, é um estranho tomo de codenome FOLKLORE, até hoje vislumbrado por poucos.